Tome muito cuidado ao comer sushi!


Como todos sabem, o sushi é um alimento de origem Japonesa que virou mania na culinária ocidental, principalmente para os brasileiros. Com toda sua criatividade, o brasileiro inventou inúmeras novas maneiras de fazer sushi, com diferentes sabores que não existem no oriente.

O grande problema é que muitas pessoas têm preparado esses alimentos sem tomar muitos cuidados com a higiene e isso, de acordo com o British Medical Journal, tem aumentado significativamente o número de infecções por vermes.

O jornal notificou sobre um homem de 32 anos que chegou no hospital com muitas dores abdominais, além de febres e vômitos. Após uma endoscopia foi descoberta a presença de larvas Anisakis, que são causadas pela ingestão de peixes e frutos do mar crus ou mal cozidos.

A Anisaquíase

A infecção é tão severa que as únicas formas de tratamento são a endoscopia ou até mesmo cirurgia para eliminação do verme. A endoscopia foi suficiente no caso do rapaz noticiado pelo jornal, mas outras pessoas não tiveram a mesma sorte.

No ocidente

Com o crescimento dos casos de anisaquíase no ocidente, alguns órgão têm se mobilizado para alertar a população sobres os riscos da infecção. O jornal japonês Japan Times informou que o número de vítimas de infecção subiu de 79 (2013) para 126 (2016). Os casos vêm se multiplicando com os anos, já que em 2004 foram apenas 4 casos relatados.

Mas isso significa que você não pode mais comer sushi? Não exatamente! É necessário apenas que você tome cuidado com o local que você o consome. Procure saber a que temperatura os peixes são armazenado e tenha em mente que a orientação é que os peixes sejam mantidos a -20˚C por aproximadamente 24 horas de acordo com a vigilância sanitária japonesa.

A vigilância sanitária brasileira, a ANVISA, recomenda que esses alimentos sejam mantidos a -20˚C por 7 dias ou a -35˚C por 15 dias, devido às temperaturas elevadas e riscos de infecções maiores no Brasil.

De acordo com a Anvisa, isso já é suficiente para reduzir ou até eliminar as larvas da Anisakis. O que você pensa sobre esse assunto? Deixe-nos sua opinião através dos comentários e lembre-se de compartilhar essa importante informação com suas amigas.



Source link

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *